Artrodese da coluna lombar ou endoscopia da coluna
Endoscopia da Coluna ou Artrodese
2 de fevereiro de 2022
Atletas e Endoscopia da Coluna
10 de junho de 2022

Dor na coluna e depressão

Dor na coluna cervical e dor na coluna lombar

Quais são alguns sintomas de depressão e como eles repercutem no nosso organismo?

A depressão é doença caracterizada pela sensação persistente de tristeza ou perda de interesse na vida. Perda de prazer na realização das atividades do dia a dia. Essa doença pode levar a uma variedade de sintomas comportamentais bem conhecidos , mas também a uma série de sintomas físicos como alterações no sono, apetite, nível de energia e de concentração. O que nem todo mundo sabe é que a dor, também pode estar entre os sintomas da depressão. 

A dor pode desencadear um quadro de depressão ou ocorre o contrário?

Se por algum motivo a pessoa que está deprimida, tem algum outro fator que favoreça o aparecimento de dor de cabeça por exemplo, como histórico familiar e pessoal de enxaqueca, certamente apresentará muitas crises de enxaqueca enquanto a depressão não for tratada. O mesmo vale pra dor na coluna. Se a pessoa apresentar hábitos posturais ruins, sobrepeso e sedentarismo, se houver instalação de depressão, a coluna vai sofrer também. Outra situação frequente é aquele paciente que por outros motivos apresenta dor na coluna lombar ou na coluna cervical já há muito tempo e que não está conseguindo um tratamento adequado… Viver diariamente com dor, pode por si só desencadear um quadro de depressão. Por isso, que orientamos sempre que os pacientes busquem o tratamento adequado e eficaz dos problemas de coluna, evitando a auto-medicação, e evitando esperar a dor cronificar. 

Do ponto de vista neurológico, a depressão pode ser alguma deficiência no funcionamento do cérebro?

Essa pergunta é interessante, pois em ambas as situações, dor crônica e depressão, ocorrem quedas de hormônios e neurotransmissores no sistema nervoso central, então, de certa forma, é isso mesmo, há uma deficiência do funcionamento do nosso cérebro. E não é a toa, que anti-depressivos específicos, que aumentam essas substâncias no nosso corpo, são eficazes no tratamento tanto da depressão quanto das dores crônicas. Algumas vezes os pacientes vem ao consultório em busca de um tratamento cirúrgico pra sua dor na coluna, e eu acabo prescrevendo um anti-depressivo… isso pode gerar confusão, especialmente se o paciente não apresenta depressão. Mas é exatamente isso, o aumento de substâncias como a serotonina e noradrenalina em nosso organismo pode ser eficazes pra tratar dor na coluna, independente do paciente ter depressão ou não. 

Vejam um vídeo que gravei recentemente sobre o assunto!

Dr. Marcelo Amato - CRM: 116.579
Dr. Marcelo Amato - CRM: 116.579
Médico e Neurocirurgião pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP); Doutor em Neurocirurgia (Clínica Cirúrgica) pela Universidade de São Paulo (FMRP-USP), orientado pelo Prof. Dr. Benedicto Oscar Colli; Especialista em Neurocirurgia pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) e pela Associação Médica Brasileira (AMB); Especialista em Cirurgia de Coluna pela Sociedade Brasileira de Coluna (SBC) e Associação Médica Brasileira (AMB); Linha de Pesquisa em Cirurgia Endoscópica da Coluna desde 2013 pela FMRP-USP com diversos artigos e livros publicados nacional e internacionalmente; elaboração de aulas e cursos nacionais e internacionais sobre Endoscopia de Coluna, e realização de consultorias em todo território nacional ; Neurocirurgião referência do Hospital de Força Aérea de São Paulo (HFASP); Diretor do Amato - Hospital Dia;
gdpr-image
Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao usar este site, você concorda com nossos Politica de Privacidade.
Leia mais